1.4.07

Banzo

To com banzo, um banzo grandão, de alguma coisa que eu não sei direito o que é, mas que faz falta. Ando macambúzia e taciturna, pra cima e pra baixo entre os comôdos do meu ap. E não é a primeira vez. Ponho a culpa no que? Tpm, vida moderna ou no fato e de estar morando sozinha, fazendo a faculdade que eu quis na universidade que eu escolhi e que tudo que meus pais querem pra mim é que eu seja feliz? Cheguei até a achar que beijar na boca ia tapar o vazio, mas a verdade é que não se acha o sentido da vida na garganta de outra pessoa.

Nenhum comentário: