23.6.07

Mães sempre tem razão

Sexta à noite, toca o telefone.

- Alô.
- Alô Paula, tudo bem por aí?
- Oie mãe. Tudo, e com a senhora? Como vão as coisas em Caxias?
- Tudo bem também. Vai sair?
- Vou (timing materno é brabo. A dona Marlei SEMPRE liga quando vou sair. Agora quando eu passo todo o fim de semana em casa acha que ela liga? NOT). Hoje é aquela festa à fantasia (de bebida liberada) que tem todo o semestre.
- Ah minha filha, te cuida, não bebe. Tu sabe que a mãe fica preocupada.
- Mãe, pode deixar que eu me cuido (e é claro que eu vou beber).

Sábado à noite. Trê litros de água, duas aspirinas e um dia todo com a sensação de ter o cérebro sendo drenado depois: por que raios eu não ouço a minha mãe?

4 comentários:

Kauê disse...

de uma forma estranha e distorcida, eu te invejo
queria ter ficado bebado na festa
nao consegui
=/

Kauê disse...

isso sem falar que a tua mae te liga antes da festa
e nao depois, como a minha, que me acorda as 14h da madrugada

Caroline disse...

E nessas horas tu diz: Eu nunca mais vo bebe...", mas é só chega otra festa de bebida liberada pra esquece...e fala a frase novamente.
beijos,ah como foi de festa?

Natália Pianegonda disse...

é impressionante.
achava que só comigo acontecia essas coisas. minha mãe liga uma vez a cada quinze dias nos domingos, mais ou menos assim. se eu vou sair, toca o telefone dez minutos antes... em qualquer dia da semana.