5.7.07

"And therefore never send to know for whom Bell tolls;
it tolls for thee"


" – Nenhum homem é uma ilha... O diabo é que cada um de nós é mesmo uma ilha, e nessa solidão, nessa separação, na dificuldade de comunicação e verdadeira comunhão com os outros, residi quase toda a angústia de existir. ... Cada homem é uma ilha com seu clima, sua fauna, sua flora e sua história particulares. ... E a comunicação entre as ilhas é das mais precárias, por mais que as aparências sugiram o contrário. São pontes que o vento leva, às vezes apenas sinais semafóricos, mensagens truncadas escritas num código cuja chave ninguém possui. ... as ilhas do Arquipélago humano sentem dum modo ou de outro a nostalgia do Continente, ao qual anseiam por se unirem. Muitos pensam resolver o problema da solidão e da separação... aderindo a um grupo social, refugiando-se e dissolvendo-se nele, mesmo com o sacrifício da própria personalidade... ... O que importa a cada ilha é vencer a solidão, o estado de alienação, o tédio ou o medo que o isolamento lhe provoca".

O Arquipélago, Érico Veríssimo

7 comentários:

Gilles Gomes disse...

...tua mana me passou o link do teu blog...eu não te conheço...vc não me conhece...e assim me sinto a vontade para fazer qualquer crítica sem temer retaliações...(hehehe)...discordo da teoria do arquipélogo humano...carecemos de um pouco de "outridade"...mas ainda assim formamos um grande continente. ah...dê mais força pro acaso que o teu emprego aparece...e assim tu não ficas tão "ilhada".

coragem

Gilles Gomes disse...

ó...alfondravoladora.blogspot.com...dá uma olhada.


:]

Cris disse...

olha, eu acho q as dificuldades de comunicação entre as "ilhas" são a gente q cria... e bom, acho q não somos exatamente "ilhas".
mas é uma opinião.

Bruno Marco Visioli disse...

Paula, acho que o importante é pegar um pouco do que tem na sua ilha, fazer um barco e ir conhecer as ilhas alheias.

Entrei no Link pelo profile hehe!
Beijos, bem bacana teu Blog!

Paula disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paula disse...

Gilles
Hmn, acho que vou contratar a Caro pra minha marqueteira. Leitores são sempre bem vindos e não precisa temer retaliações...

Cris
Acho que todos somos sim ilhas, que como fala o Floriano(?) tem fauna, flora, acho que até línguas diferentes. E aí reside boa parte da beleza e da dificuldade de ser humano, mas isso também é só uma opinião.

Bruno
Obrigado pela visita. =)

Anônimo disse...

ler todo o blog, muito bom