23.1.08

Funciona assim. Uma hora você escreve sobre a Venezuela outra sobre os EUA, para ficar justo - e justo no texto sobre os yankes consegue aquilo que nem estava mais tentanto: assinar.
A matéria (post abaixo) foi publicada na segunda-feira. Pode não ser nada revolucionário, mas a meu ver é um tema interessante - as tais das prévias norte-americanas. Interessante quando explicado, cansei de ver manchetes de venceu A, venceu B, a vitória de C embananou tudo.
Eu não ia colocar ela aqui com medo de ser chata, mas quer saber? E daí. A informação no jornal pode durar mais que na TV ou no rádio, mas cedo ou tarde todo aquele esforço vira embrulho de peixe ou banheiro de cachorro. E eu quero mais é que o texto seja lido, relido e quem sabe até lembrado. Sem contar que aquele Paula Bianca Bianchi logo abaixo do título ficou tri bem impresso...

* Dessa vez não tem material sobrando, só na parte de Como funciona o processo eleitoral - já que em blogs o espaço é ad-infinitum coloquei todo o bloquinho. Como sabia que o limite era 7 mil caracteres me segurei, tenho muito chão até conseguir ser sucinta e tratar de tudo. Faltou falar de uma penca de candidatos, mas acho que assim já da pra ter uma idéia. Se alguém tiver alguma dúvida é só perguntar, estou razoavelmente inteirada no assunto.

** No original o título ficou como Norte-americanos rumo a superterça porque, pasmem, sobrou muito espaço (o Super Terça tudo junto foi a revisora que fez questã, eu discordo).

*** Não, eu não pretendo colocar todas as matérias que eu fizer aqui - só as primeiras oficiais. ;)