14.4.08

3 comentários:

Frau Bersch disse...

isso me lembra aqueles joguinhos que a gente fazia no recreio do colégio, definindo com que idade ia casar, o nome do marido, o número de filhos, e o carro e profissão que íamos ter. Na maioria das vezes eu acabava descobrindo que ia virar atriz ou pianista, casar com 25, ter uma belina e uns 5 filhos. Só não lembro o nome do marido.

Isma disse...

É por isso que estou parando de fazer isso. Ou tentando, pelo menos.

Paula disse...

Ju. Bá, não lembro o que caia pra mim. Fora a Belina, que até que é um carro bem simpático, casar com 25 e os cinco filho até que tu tinha um futuro bem bacana. Mas as minhas brincadeiras eram menos exatas, dificilemtne fugiam do gordo, careca, cabeludo, casebre, casa, mansão. Agora que tu disse fiquei com a sequência na cabeça. Cartomantes, advinhações, cartas. Pff. As crianças é que sabem das coisas. O negócio é pular corda.

Isma, sabe que pensar no futuro como uma pa´gina em branco tem sido bem menos assustador do que costumava ser? Eu diria até, divertido.