25.5.08

Babe, babe, babe
A vida tem sido engraçada, surreal, estressante, circular, supreendente, tediosa, contraditória, tudo ao mesmo tempo e agora e desconectada - o que sempre me faz pensar se o tempo que passamos na frente do PC é realmente necessário. Quase sempre concluo que não é.

***

Breve algo mais palpável - ou não.

***

E mataram o Marulanda. E agora?

6 comentários:

Kauê disse...

necessário?
pouca coisa é realmente necessária
aliás, acho que nada é necessário
mas se tu considera VIVER necessário...
tem algumas coisinhas como água, oxigênio e alimentação que seriam de fato necessárias
(se bem que quanto a essa parte de alimentação há controvérsias, meu pai que o diga)
agora, só porque algo não é necessário não quer dizer que não seja bom ou importante
(olha eu filosofando aqui)

lola aronovich disse...

É, Paula, às vezes eu me pergunto isso tb, já que passo horas e horas na frente do computador. Mas concordo com o comentário acima: o que é necessário?
E quem é Marulando?
Abração!
www.escrevalolaescreva.blogspot.com

nita disse...

é, e eu que trabalho como designer de interface me pergunto isso mais ainda. afinal, 8 horas diárias na frente do computador é uma perda total de tempo, pelo menos para mim

Luiz Carlos disse...

Navegar (na web) é preciso.
Viver não.

Fernando Pessoa é que sabia das coisas

Paula disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paula disse...

Marulanda era o líder das Farc que faleceu recentemente.
O problema é essa escravidão internética. O mundo existia antes do computador, e era um mundo bem bacana. Eu lia um jornal por dia e não me sentia (tão) culpada.