4.8.08

Tortura? Capaz

Como todos nós sabemos, e o tio Bush fez questã de confirmar, simular o afogamento de alguém não é tortura, é apenas um modo enfático de conseguir informações. O jornalista da Vanity Fair Christopher Hitchens, defensor da guerra no Iraque e dos tais métodos enfáticos, decidiu fazer um teste e se submeter a técnica.
Já no título da matéria a revelação - Believe Me, its torture, como relata a grande Dorrit Harazim na Piauí desse mês. Demorou apenas onze segundos para o repórter descobrir que o tal "interrogatório extremo", prática que recebe amparo legal por parte do governo norte-americano, merece sim ser classificado como tortura.
A experiência foi documentada é pode ser vista acá. Como bem lembrou Dorrit, ele só esqueceu de dizer que os presos além de não terem todo esse tratamento delicado certamente também não podem parar o "interrogatório" com tanta facilidade.

Um comentário:

lola aronovich disse...

Pelo menos ele mudou de idéia rapidinho sobre esse método abominável do waterboarding... Bem que o Bush podia experimentar também!