28.8.08

Um carneirinho, dois carneirinhos

Já passei uma hora e pouco me revirando à toa na cama, li, fiz polichinelo, escrevi um texto gigante à mão, tomei leite quente, tentei dar uma espiada no Corujão e cheguei ao cúmulo de limpar o banheiro e nada, NADA do sono aparecer. Um mundo insone não é um mundo legal.
A decisão de dormir é o problema. É tudo uma questã de enganar o subconsciente. Aposto que se tudo que eu quissesse fosse continuar com os olhos abertos para para terminar um livro, fazer um trabalho ou qualquer outra coisa já estaria no quinto sono.

***

Quem sabe se eu passar o texto a limpo...

Nenhum comentário: