28.11.08

As eleições norte-americanas, ainda

Ok, ok, ok. Todo mundo já ouviu o bastante sobre o Obama - de quem virei fã após terminar "A Origem dos meus sonhos" (sim, eu só preciso de uma dúzia de idéias bacans e tentativas de colocá-los em prática uns bons anos antes de alguém de sequer pensar em ser presidente pra ficar fã. Facinha, facinha), mas esse texto do Idelbrar vale a pena ser lido. É uma análise de toda a campanha do Barack em que ele já sinalizava que a mudança não era apenas retórica (pois o homem já não anunciou que vai fechar Guantánamo e fazer um plano de saúde?). Anyway, o Idelbrar é professor e mora no Sul dos States há um tempinho. Além de acompanhar de perto a história toda, votou no moço. Texto grandinho, mas recomendadíssimo.

"Numa conversa em 2008, uma ativista da campanha de Obama me contava dos planos de derrotar os republicanos na Carolina do Norte, estado que não votava democrata desde 1976. Era mais ou menos como encontrar um comitê tucano convicto de se prepara para derrotar Lula numa eleição direta em Pernambuco."

Nenhum comentário: