12.8.09

A tal conferência de comunicação

Fim do ano, nos dias 1, 2 e 3 de dezembro, vamos ter a I Conferência Nacional de Comunicação, assunto que vocês já devem estar carecas de saber graças a cobertura exaustiva da mídia. O bixo nasceu oficialmente de um decreto presidencial publicado em abril após anos de apurinhação dos mais diversos grupos e tem como tema “Comunicação: meios para a construção de direitos e de cidadania na era digital”.
As discussões por enquanto giram em torno do que discutir, já que essa é a primeira experiência do gênero do país (pra se ter uma idéia, só de saúde já foram realizadas 13 conferências nacionais!).
Ctrl+c, ctrl+ do site oficial da conferência, quem preside a Confecom é o Ministério da Comunicação junto com os órgãos do poder público e as instituições da sociedade civil que compõem a Comissão Organizadora, responsável por regular todos os aspectos da Conferência . Ela é composta por oito representantes do Executivo Federal, dezesseis representantes da sociedade civil, divididos entre entidades do movimento social (7) , organizações do setor privado-comercial (8) e mídia pública (1).
Em bom português, isso significa que quem tem que tocar o negócio somos nós, já que o papel desse tipo de conferência é justo dialogar com a população para encontrar soluções.
Se você não faz idéia do que é esse tal de Confecom mas acha bacana pensar a forma como é feita a comunicação no país e até acredita lá no fundo que a sociedade civil organizada pode sim fazer alguma diferença nesse samba do criolo doido que é a mídia brasileira, que tal participar das tais “instituições da sociedade civil” que compõem a Conferência?
Aqui no Rio Grande do Sul as reuniões da Confecom acontecem todas às quintas, às 19h. Amanhã o colóquio é lá no Sindicato dos Jornalistas que fica na Andradas, 1270, 13º andar e todo mundo é bem vindo.
Te interessou? Dá uma bisoiada nos endereços a seguir que trazem informações mais completas e explicativas sobre a questã que esse vã post que vos fala.
E borá fazer a revolução.

Pró-conferência RS
Comissão Nacional Pró-Conferência

Nenhum comentário: