13.1.10

A terrível página em branco

Tem uma matéria apodrecendo feito carniça na minha consciência. Ou escrevo ela ou escrevo ela. Ironicamente, o problema é o excesso não a falta de informação. Como a gente condensa um mundo todo novo em umas poucas páginas sem se sentir um traidor?

Um comentário:

Anônimo disse...

Nunca vi um resumo tão perfeito dessa sensação.

NatiPi