9.5.10

Matemática

Se você trabalha 8 horas por dia e ok, segue os supostos preceitos da boa saúde e também dorme 8 horas sobram, em tese, 8 horas pra basicamente, viver. Bastante, né? Mas claro, dessas 8 temos que descontar ao menos 1 de ida e volta do trabalho. Ok, ainda sobram 7 horas inteirinhas. Perae, tira mais meia pra tomar banho e escovar os dentes. Tranquilo. 6 e meia. Tá, mas se você por acaso almoça no trabalho ainda faltam o café e a janta que devem consumir ao menos uma horinha nos deixando com 5 e meia horas de vida, pernas pra cima, ócio criativo, o que der na telha. Desconsiderando que é preciso pagar contas, limpar as casa, colocar o lixo pra fora e todas essas coisas que mantém o lar funcionando, o que a gente dá, com sorte, meia hora, ainda sobram 5 horinhas pra viver. Espremidas entre a hora de trabalhar e a de dormir. Sou só eu ou tem alguma coisa muito errada nesse cálculo?

5 comentários:

Natália Pianegonda disse...

Cinco horinhas se, e somente se, tu contar com a sorte de ter trabalhado efetivamente oito horas. E não ter pego congestionamento na ida ou volta o=do trabalho, não ter encarado uma fila quilométrica no supermercado ou no banco e não tiver que resolver algum problema como trocar a resistência do chuveiro queimado ou qualquer bobagem parecida que, quando menos a gente quer, acontece.

Natália Pianegonda disse...

Isso sem contar que parte dessas cinco horas precisar ser dedicadas também para tirar o pó dos blogs e participar das redes sociais, porque como profissionais da comunicação não podemos estar distantes disso. E não podemos parar de acessar portais de notícias, assistir TV e ouvir rádio, porque ai de quem estiver desatualizado. Desculpa, é que eu aproveitei o momento para um breve desabafo.

Cris Rodrigues disse...

Tchê, revejo AGORA meus conceitos. Acho que carga horária de seis horas diárias, como eu sempre defendo, ainda é muito. Pra se viver decentemente, a gente devia trabalhar no máximo quatro. Tá tudo errado...

Eu ultimamente tenho descontado no sono, o que não faz nada bem... =/

E essa parte citada pela Nati no segundo comentário tira um teeeeeempo.

Ana Lúcia disse...

A Natália tem razão. Sendo assim, na real, na real, tu não trabalha oito horas. Trabalha 11, 12, 13... Aí é mesmo que não sobra tempo pra nada.

bela disse...

Mas eu já tinha dito, ta tudooo errado. Um dia devia ter mesmo 48 horas: Não ta dando com 24. Isso tudo, e tu ainda precisa ler, dar atenção p família e amigos, namorar q ninguém é de ferro...