15.9.10

Um banho, uma sopa, alguém de salto alto no andar de cima que não para de caminhar pra cá e pra lá e um texto pra escrever pras 23h59. Mais as duas horas diárias de metrô plus bus pra ir e voltar, o depertador eterno pras 6h e alguma que outra cerveja e voi lá: São Paulo.
E ainda assim, uma vontade louca de gritar: quando cruzo a Ipiranga e a Av. São João...

2 comentários:

Ale Lucchese disse...

Meus parabéns por estar no curso! Que massa te ver nesse caminh. Sei que a gente pode se enganar, mas olhando aqui de longe, parece a coisa mais certa pra ti!

Segue firme e aproveita - o qto puder, e se puder - esse cantão do mundo!

Beijo!

Paula disse...

Brigada, Ale! É um caminho. Acho que quando a gente não tem certeza de que pra que lado ir tem a obrigação de ao menos buscar.