26.1.11

457 anos, mas um corpinho de...

Não faz nem dois meses e Sampa já parece tãaao longe. Feliz aniversário atrasado, dear. Cidade viciante pela qual a gente se apaixona sem querer, negando até a morte que no fim gosta sim desse seu jeito meio mad max cinza de ser.



Pra comemorar, uma série de fotos dos olhos da cidade (via @npianegonda).

Nenhum comentário: