5.1.11

Fim do clube do bolinha


Dá um orgulho gigante ver uma mulher ex-guerrilha, divorciada e afins assumindo a presidência do Brasil. Faz parte de construir esse país melhor e mais igualitário no qual a gente cresceu sonhando em viver.

* Não achei o link direto pro autor da charge, mas descobri ela via twitter pela @crisprodrigues e pela @cynaramenezes.

2 comentários:

Pati disse...

Achei fantástica a imagem da Dilma e da filha desfilando em carro aberto. Mulheres como protagonistas e não como enfeites. Muito bom ser testemunha da história, mesmo pela TV :P

Sarcodina von Mastigophora disse...

competência não conta né

é a obamização pelo feminino

porque não um casal homosexual

ou um presidente negro

ou uma índia ianomani?