31.12.11

2012

Não será o fim nem o começo dos tempos, mas será um grande ano. Todo novo ano é um grande ano por natureza. Novas esperanças, novas chances de começar tudo de novo. Por mais que a diferença entre hoje e amanhã não seja de mais de 24h.

Nessas horas fico sempre com o poema Cortar o Tempo, do Drummond, que já apareceu aqui umas quantas vezes em anos passados.

"Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente"

E para fechar, 100 fotos incríveis de arte urbana para vocês se divertirem.



Até ano que vem!

Nenhum comentário: