23.11.12

Mandarim

Acompanhei duas aulas de mandarim numa escola pública aqui do Rio. Entre um ideograma e outro - o negócio é difícil, ein - rabisquei o professor.


Chinês dos arredores de pequim ele está ha dez meses no Brasil e ainda escorrega bastante no português. Pra dar conta da aula ele tem a ajuda de uma professora de inglês, que faz a mediação. 
Pequeno ponto curiso da relação mandarim-português. Quando alguém espirra não se diz saúde nem nada. Significa que alguém está com saudade de você.

3 comentários:

Pati Benvenuti disse...

Chinês não me desperta tanta curiosidade, mas esses dias vi um filme soviético dos anos 80 e me deu pela primeira vez uma vontade louca de estudar RUSSO. Taí uma boa resolução de vida, embrenhar-se em línguas ~exóticas~

Paula disse...

auhuahuahauhau
Te falei que eu passei pra russo no primeiro semestre da Fabico? Mas o horário batia com uma aula...

Pati Benvenuti disse...

Nããããão, nunca me contou!