2.2.13

A malisse de fechar a mala

Por mais que eu ache sair só com uma mochila nas costas, sem lenço nem documento, uma coisa linda de viver (quem me vê viajar do Rio pra casa acha q vou até a esquina. Pego sempre no máximo umas duas mudas de roupa, um casaquito, a carteira de motorista e nada más), dois meses são dois meses e dois meses no inverno europeu são 60 dias em que a gente não quer passar frio.
Pretendo, e isso vou descobrir se vai der certo ou não ao longo da viagem, sacotear pelas Zoroopa com uma simpática mala de rodinhas de mão e uma mochila pro lap top. Rolou um bullyng lá em casa de que eu não conseguiria, mas meu nome é Paula, sou brasileira e não desisto nunca.
Após olhares de desconfiança maternos (tirei uns dias pra ficar lambendo o pai e a mãe antes de partir) enchi minha malinha com:

- 7 camises de manga longa de usar por baixo;

- 7 calcinhas;
- 7 meias;

- 2 básicas;
- 2 calças de botar por baixo (os gaúchos vão entender);
- 1 calça jeans;
- 1 calça pseudo social de um tecido que amassa, mas não amarrota;
- 2 meias-calça;
- 1 casaco de moletom tri quentinho;
- 1 vestidinho de lã;
- 1 tênis pau-pra-toda-obra-bom-de-correr-caminhar-passar-o-dia;
- 1 All Star;
- 1 par de havaianas;
- 1 camisa bonita que não amassa;
- 2 camisetas de algodão pra barrar o frio - truque de Bianchi Jr que jura de pé junto que zero grau nenhum é pário pra combinação camiseta de usar por baixo + camiseta algodão + básica + casação.
- 1 boiná;
- 1 toalha de banho fininha;
- 1 mega casacão de frio que vira um rolinho e serve de travesseiro;
- 1 pijama;
- 1 manta azul cheguei para ficar;
- 1 lenço verde fiquei e tô gostando;

Olhando assim parece um montão, mas tudo ficou bem enxutinho.A mãe segue achando pouca coisa, eu sigo achando que dava pra diminuir. Ficamos no meio termo. E o sete não é cabalístico, mas um número suficiente pra usar uma semana e lavar. Porque ser chique, benhê, é poder carregar a mala da gente sem problemas, repetir roupa e ainda conhecer as lavanderias públicas das cidades que a gente visita.

Nenhum comentário: