29.10.13

Brusquetas de despedida do apê

O bloguinho tarda, mas não falha, e cá estamos nós de novo com três versões de uma gordelícia praticada aqui em casa na segunda à noite - porque a vida é curta, o fim de semana teve Enem e em breve partirei para uma jornada solo e deixarei de compartilhar as noites de segunda e o apê com a galerinha e suas altas confusões. Estamos falando das suas, das nossas, das amigas e pau para toda a obra...brusquetas! Esse pedacinho de pão com cobertura e nome fresco que alegra os nossos corações.

Atenção para a mãozinha gulosa que não esperou o fim da foto

Estávamos em três - eu, Rafa e Mauro - e achei por bem e por preguiça que três sabores estavam de bom tamanho. Atacamos de brusquetas de salmão, berinjela com abobrinha e cebola ao vinho, devidamente acompanhadas por uma digna garrafa de malbec deixada na casa por uma amiga que visitou o apê em setembro. Percebam a força de vontade acumulada que foi necessária para garantir que ela seria tomada apenas e tão somente em uma ocasião especial.

Dessa vez especial e exclusivamente com fotos, feitas para incentivar o bullyng na Rafa, que fazia o caminho jornal-casa enquanto a comida se encaminhava para os finalmentes.

Para acompanhar a receita a seguir você vai precisar dê:
- 2 baguetes (melhor o pão, melhor o resultado);
- 1 berinjela;
- 1 abobrinha;
- 1 cebola grande;
- 1 pacote de salmão defumado;
- 1 tomate médio;
- 1 pote de creme de ricota - penso que para tornar a coisa toda vegana é só achar uma versão de soja. No mercadinho aqui perto de casa tinha. Cream cheese também deve ficar mará, só encarece um pouco o custo total da receita;
- salsinha;
- cebolinha;
- açúcar;
- sal e pimenta a gosto;
- azeite de oliva;
- gole de vinho, preferencialmente a garrafa que vai acabar na mesa depois;

A base das três brusquetas é a mesma: pedaços de baguete cortados em rodelas/diagonal cobertos com generosas camadas de creme de ricota. Já cada cobertura tem sua bossa específica.

A brusqueta de salmão que, curiosamente, apesar estar uma delícia, ficou em terceiro no gosto do nosso respeitável público, vale o clichê: mais fácil impossível. Fosse dia de feira o salmão seria fresquinho, o que, para os amantes do peixe cru como yo, seria a glória. Sem feira, ataquei de defumado, o que também é uma delícia. Depois de cobrir o pãozinho com o creme de ricota é preciso apenas cortar o salmão em pedaços, colocar uma fatia dobrada por pão, salpicando com cebolinha picada. A casa recomenda gergelim torrado, em falta na hora do preparado receita.

Ó a gostosura marota da brusqueta de salmão

A brusqueta de abobrinha com berinjela, segunda no ranking amiguistico, exige um pouco mais de desenvoltura culinária e etapas, mas fica igualmente irresistível. Você começa cortando a abobrinha e a berinjela em rodelas fininhas, mas não finíssimas, e o tomate em pedaços equivalentes. A abobrinha e a berinjela, depois de temperadas com sal e pimenta, vão para uma frigideira com teflon e um fiozinho de azeite de oliva na base e depois por cima delas. Fritou um lado, vira pro outro e ya está. Depois é só montar cada pãozinho também já com o creme de ricota com um pedaço de berinjela, um pedaço de tomate e um pedaço ou mais de abobrinha. O ponto da abobrinha e da berinjela é aquele do "ai que vontade de comer". Deu vontade de comer e não sobrar para a receita, tá no ponto.

Brusquetas de berinjela com abobrinha. Hmmmm

E por último mas não por último em nossos corações àquelas que foram eleitas as preferidas da casa: as brusquetas de cebola com vinho. Essa de complicado só tem o nome. Cebola picada, colocada para dourar na frigideira em fogo baixo em uma quantidade razoável de azeite de oliva temperada com sal, pimenta e o pulo do gato: uma colher de sopa rasa de açúcar. Lá pelo fim da doração é só colocar um pouquinho de vinho da frigideira e deixar dourar mais um pouco. A montagem é parecida com as outras. Pãozinho com creme de ricota, cebola e um pouquinho de salsinha em cada porção.

Ó como fica bonita a cebola com esse tom roxo do vinho

Quanto ao título do post, pois é. Dentro de muito em breve as aventuras aqui narradas serão postadas direto no meu novo quartel general no mui valoroso bairro de Laranjeiras, também no Rio. Mas com uma cozinha - micro - e uma sala suficientes para dar ensejo a novos "momentos chef". E que venham novas confusões!

Nenhum comentário: