27.11.13

A dor e a beleza da criatividade

Trabalhar com coisas relacionadas à criatividade como escrever envolve com frequência momentos em que parece mais fácil nevar no Rio de Janeiro que ter uma ideia. Foge o texto, foge o lide e, muitas vezes, parece fugir também a sanidade. Por isso a beleza dessa palestra do Ted da Elisabeth Gilbert.
E se a inspiração ou falta dela não for toda culpa nossa? E se pudermos olhar para o processo criativo com mais serenidade? Por que é preciso sempre associa-lo ao sofrimento?

Nenhum comentário: