25.11.13

Diálogos - versão operadora de táxi

Quase meia noite de domingo. Saída da cobertura de um show na Apoteose, onde fica o sambódromo, em uma das pontas do centro do Rio. Frente às milhares de pessoas desesperadas para ir embora que tomam as ruas decido caminhar com alguns colegas até a Lapa e de lá dar um jeito de ir para casa.
Sento no primeiro bar com cadeiras livres que aparece e ligo para a cooperativa de táxi.
- Boa noite, gostaria de um táxi. Estou na Mem de Sá, 175, no Bar das Quengas.
- Bar do que?
- Das Quengas.
- Que o que?
- Que-en-gas.
- Quengas?
- Quengas. Tipo puta, sabe?Tem umas calcinhas e sutiãs pendurados nas janelas. Não tem erro.
Silêncio do outro lado da linha.
- Só aguardar o carro.

Nenhum comentário: