24.11.14

2015 se aproxima e ainda não aprendi nem a tocar violão, nem a falar italiano. Nada como promessas de ano novo que já se renovam automaticamente.

Nenhum comentário: