4.5.15

Na rodoviária de SP alguém tocava, por prazer - as malas ao lado denunciavam -, e BEM, bossas novas sequenciais em um piano de cauda numa lanchonete qualquer. Desse jeito a gente até esquece que a vida real na paulicéia não é um feriado de sol e frio na medida com amigos de folga e a cidade à disposição.

Um comentário:

Anônimo disse...

Uma das coisas boas de São Paulo é que tem música de todos os estilos, a todo momento, em todos os cantos - até nos quais não se espera