25.5.15

Sobre se ler

Por motivos de plantão de domingo tranquilo, me peguei lendo posts antigos aqui do Palim. Quando vi, lá estava eu em 2008, rememorando as reflexões daquele quarto ano de faculdade ou mesmo acompanhando o meu deslumbramento com a, então, ainda desconhecida Porto Alegre em 2005. Tem uma coisa maluca nisso da gente se ler retroativamente. Além dos momentos de concordância e vergonha alheia – quem nunca -, tem umas horas em que tu não te reconhece no texto. Ou, como me aconteceu muito, te reconhece, mas já não lembra de ter escrito/sentido aquilo. Daí tu vira, de fato, leitor de si mesmo. Dialogando com um passado, mas também com o autor, como a gente faz quando lê qualquer coisa de outra pessoa.  

2 comentários:

Pati Benvenuti disse...

Eu adoro ler posts antigos do meu blog e sinto exatamente isso. Acho que no fundo é o que me impede de encerrá-lo, no fim das contas é como se fosse um vínculo comigo mesma, com meu passado, com os sonhos que eu tive, alguns ainda tenho, outros já se foram...

Paula disse...

A gente fica nessa, né? É banca amadurecer, se ler ali e dar uma folga tanto pro que a gente esperava pro eu do passado quando pro eu do futuro.