11.12.15

Sobre machismos cotidianos

11 de dezembro de 2015.

Algum elevador em um prédio de escritórios no centro do Rio.

Três engravatados conversam sobre uma vaga. Um deles comenta que há dois candidatos muito qualificados, um homem e uma mulher. Outro pergunta se ele tem alguma preferência – ‘homem ou mulher’. Ele diz que não. O terceiro retruca.

“Homem. Sempre. Mulher fica de conversinha, de mimimi.”

.
.
.

2015, amigos.

Nenhum comentário: