12.9.16

29 quase primaveras

Passo uma boa hora e meia remando uma água com gás e lendo preguiçosamente trechos da pilha de livros que recolhi com gosto pela livraria. Decido pelo bem dos meus fundos levar só um e pergunto pra moça do caixa se há desconto para aniversariantes. Ela diz, sem graça, que não e começa a embalar com capricho o livro para presente. Digo que não precisa, ela retruca. “Mas esse não é um presente de você para você mesma?”. 

Nenhum comentário: