31.7.17

Grande Sertão Veredas: a leitura

Fato é. A vida é curta, o tempo ruge, os 30 se aproximam com velocidade e nunca li Grande Sertão Veredas.
O livro me olha da estante faz anos. Folheio, começo, começo outro livro qualquer e a vida segue deixando Riobaldo e Diadorim para depois.
Como é bom traçar objetivos, venho por meio desta me lançar o desafio pessoal de terminal a turma de neologismos de Guimarães Rosa até o final do ano. Ou não me chamo Joaquina.
Quem viver, verá (ou me lerá reclamando por aqui).

Nenhum comentário: